Marca do IFTO

Processo Seletivo IFTO 2018/1

Processo Seletivo IFTO 2018/1
Início do conteúdo

Perguntas Frequentes


O candidato poderá realizar alterações dos seus dados pessoais, dados com relação ao curso, modalidade, reserva de vagas e ação afirmativa até a data estabelecida no cronograma (Anexo II), exclusivamente por meio do link disponível no site http://www.ifto.edu.br/ ou http://seja.ifto.edu.br, que dará acesso ao sistema de inscrição.

Conforme consta no item 10.2 dos editais: “Somente serão considerados como documentos de identificação aqueles expedidos pela Secretaria/Diretorias de Segurança Pública, pela Polícia Militar, por Ordens e Conselhos ou pelas Forças Armadas, Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Carteira de Reservista, ou ainda outro documento que, por lei federal, tenha validade e possibilite a conferência da digital, da fotografia e da assinatura do candidato.

Ambos são autarquias federais, entretanto possuem atuações diferentes. Uma universidade federal oferece apenas cursos de graduação e pós-graduação. Já os institutos federais atuam em diversas modalidades de ensino, desde o médio técnico até a pós-graduação.

De acordo com a Receita Federal, deve-se procurar uma agência conveniada: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios. O custo para solicitação de CPF é de aproximadamente R$ 5,70. Sendo necessários os seguintes documentos:

  • a) Maiores de 16 anos
    • – documento de identificação da pessoa a ser inscrita, que comprove naturalidade, filiação e data de nascimento (ex: carteira de identidade);
    • – para brasileiros com idade dos 18 aos 69 anos: título de eleitor, protocolo de inscrição ou qualquer outro documento que comprove o alistamento eleitoral ou documento da Justiça Eleitoral atestando a inexistência da obrigatoriedade do alistamento eleitoral ou outro documento que comprove a não-obrigatoriedade de alistamento eleitoral.
  • b) Menores de 16 anos, tutelados, curatelados e outras pessoas sujeitas à guarda judicial:
    • – documento de identificação da pessoa a ser inscrita, que comprove naturalidade, filiação e data de nascimento (ex: carteira de identidade, certidão de nascimento);
    • – documento de identificação de um dos pais, tutor, curador ou responsável pela guarda em virtude de decisão judicial;
    • – documento que comprove a tutela, curatela ou responsabilidade pela guarda, conforme o caso, de incapaz ou interdito.
  • c) Quando a inscrição for solicitada por procurador
    • – documentos da pessoa a ser inscrita, de acordo com os itens “a” ou “b” acima;
    • – documento de identificação do procurador;
    • – documento do procurador que comprove sua inscrição no CPF;
    • – instrumento público de procuração, ou instrumento particular com firma reconhecida (quando for lavrado ou tiver firma reconhecida no exterior, o instrumento deve ter sua validade reconhecida por repartição consular brasileira, salvo disposição contrária constante de lei, acordo ou tratado internacional).
  • d) Quando a inscrição for solicitada por estrangeiro:
    • – documento de identificação válido no seu país de origem, ou ainda: RNE/CIE (Registro Nacional de Estrangeiro/Cédula de Identidade de Estrangeiro), ou Passaporte, ou Protocolo RNE em que constem seus dados cadastrais.
    • – os documentos de identificação apresentados por estrangeiros não precisam conter filiação, devem ter validade no país de residência e deverão ter tradução juramentada.

É possível fazer a inscrição do CPF pela internet?
Nesse caso o solicitante, obrigatoriamente, deve possuir Título de Eleitor. Para mais informações acesse: receita.fazenda.gov.br

Sim, neste processo seletivo as inscrições poderão ser efetivadas de 3 formas.
1 – Pagamento de Boleto
2 – Solicitação de Isenção
3 – Entrega de alimentos não perecíveis, 4kg para inscrições de nível superior e 3kg para nível médio. Devendo ser diversificados, sal e fubá não serão considerados. Exemplo: 1kg de arroz, 1kg de feijão e 1kg de açúcar.

Para a efetivação da inscrição através da entrega de alimentos não perecíveis, é necessário que o candidato dirija-se até o posto de coleta até o dia especificado no cronograma, em dias úteis, nos endereços informados no Anexo XIV, munido do Formulário de Inscrição devidamente preenchido.

Depois que você pagar a taxa de inscrição, aguarde a divulgação dos locais de prova (veja a data no cronograma), onde constarão o nome dos candidatos homologados.

Fique atento, pois após realizar o pagamento você não recebe nenhum tipo de confirmação, sendo assim, é importante guardar o seu comprovante.

SIM, neste Processo Seletivo é obrigatório que todos os candidatos tenham o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Sim. Você deve levar no dia da prova um documento com foto. No entanto, o ideal é apresentar o documento de identidade que foi informado na inscrição. Se você informou o RG e depois perdeu, pode apresentar outro documento com foto ou o Boletim de Ocorrência (BO) da perda,  emitido, no máximo, 30 dias antes da data da prova.

Não.
No Processo Seletivo 2018/1 é necessário fazer a prova na cidade/campus onde está sendo ofertado o curso pretendido por você.

EXEMPLO: Não é possível concorrer a uma vaga para o Campus Gurupi e fazer a prova no Campus Porto Nacional.

O candidato que necessitar de qualquer tipo de atendimento especializado e/ou específico para a realização da prova deverá solicitá-lo, após preenchido o formulário (Anexo XI), no setor de protocolo ou equivalente do campus para o qual está inscrito até o prazo final das inscrições, conforme cronograma (Anexo II), com um laudo/declaração/atestado médico emitido nos últimos 12 (doze) meses que comprove a necessidade do atendimento diferenciado.

Consulte o item 12. DOS ATENDIMENTOS ESPECIALIZADO E ESPECÍFICO nos editais para um melhor detalhamento.

Não.

O pré-requisito para ingresso nos cursos é a escolaridade.

Ter ensino fundamental completo para ingressar nos cursos de ensino médio e ensino médio completo para ingressar nos cursos superiores e subsequentes.

Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio: Poderão inscrever-se para os cursos técnicos, na forma integrada ao ensino médio, os candidatos que tenham o ensino fundamental completo.

Cursos Técnicos Concomitantes ao Ensino Médio: Poderão inscrever-se para os cursos técnicos, na forma concomitante ao ensino médio, os candidatos que tenham o ensino fundamental completo e estejam matriculados e cursando o ensino médio, efetuando-se matrículas distintas para cada curso. Este estudante só receberá o diploma de técnico mediante a apresentação do certificado de conclusão do ensino médio.

Cursos Técnicos Subsequentes ao Ensino Médio: Poderão inscrever-se para os cursos técnicos, na forma subsequente ao ensino médio, os candidatos que tenham o ensino médio completo.
Cursos Técnicos Subsequentes: É necessário que o candidato tenha concluído o Ensino Médio.
Cursos Superiores: É necessário que o candidato tenha concluído o Ensino Médio.

Bacharelado:  Curso   superior   generalista,   de   formação   científica   ou   humanística,   que confere ao diplomado competências em determinado campo do saber para o exercício de atividade profissional, acadêmica ou cultural, com o grau de bacharel. Geralmente, tem duração mínima de quatro a cinco anos.

Licenciatura: Curso superior que confere ao diplomado competências para atuar como professor na educação básica, com o grau de licenciado. Geralmente, tem duração mínima de três anos e meio a quatro anos.

Tecnologia: Curso superior de formação especializada em áreas científicas e tecnológicas, que conferem ao diplomado competências para atuar em áreas profissionais específicas, caracterizadas por eixos tecnológicos, com o grau de tecnólogo. Tem duração média de três anos.

Não. O Instituto Federal do Tocantins/IFTO é uma instituição pública e gratuita, por isso não cobra mensalidade.

Fim do conteúdo